A única compra de brechó de Buenos Aires

Depois de alguns dias sumida, tô de volta! E, como primeiro post pós viagem, vou mostrar minha única aquisição de brechó em Buenos Aires. Minha ideia era visitar a maior quantidade de brechós que eu pudesse mas, chegando lá, decidi que essa não seria uma boa forma de aproveitar a viagem e só fui em alguns que estavam pelo caminho. Buenos Aires é uma cidade linda, enorme e cheia de pontos interessantes para conhecer…como fiquei só 4 dias, queria conhecer a cidade e não quis focar só nos brechós. Além disso, muitas coisas acabam sendo bem caras nos brechós de Buenos Aires e fica até mais vantajoso comprar nas lojas mesmo. Fui em um dos mais famosos da cidade, o Juan Perez e o preço era absurdo. Várias peças custavam uns 500 pesos (uns 200 reais) e outras mais de mil pesos…impensável. Sendo que nas lojas do centro as peças custavam de 200 a 300 pesos.
O lugar mais bacana para comprar peças usadas, na minha opinião, é nos arredores da feira de San Telmo, que acontece todos os domingos e é simplesmente o lugar mais incrível de Buenos. Música, artesanato, comidinhas e cultura reunidos e tudo com um preço beeem bacana. Nas barraquinhas da feira vendem basicamente coisas novas, artesanato ou peças de decoração antigas, mas no Mercado San Telmo é cheio de stands de usados. Em um deles, achei essa bolsa meio estilo baú que virou, de verdade, minha bolsa preferida da vi-da:

20121001-083332.jpg
Me apaixonei pelo modelo e o preço era bem convidativo para a cidade: 90 pesos (cerca de 35 reais). A maioria das peças de brechó custava essa faixa de preço, entre 60 e 120 pesos e achei linda demais para deixá-la lá. Por dentro ela está meio estragadinha mas por fora, perfeita.
Ela é bem espaçosa e usei bastante na viagem.
A questão polêmica é o material: perguntei para a vendedora (no meu portunhol horrendo) qual era o material e ela simplesmente disse “cuero” (acho muito engraçada essa palavra). Fui embora tranquila mas quando cheguei ao hotel encafifei. De qualquer forma, como era uma bolsa usada fico mais tranquila, porque não compraria uma bolsa nova que não fosse sintética ou de couro bovino.

E aí, qual a opinião de vocês sobre o assunto?
Naiá

Anúncios