2012 foi “o” ano

photo (37)

Me despeço de 2012 sorrindo. Olhando para trás e lembrando de tudo o que passou em um ano tão incrível. Quando eu tiver uns 80 anos vou lembrar do meu passado e, com certeza, 2012 terá sido um daqueles anos inesquecíveis e marcantes.

2012 foi o ano em que me tornei jornalista. Profissão até um pouco desvalorizada mas, gente, posso falar? Encho a boca pra dizer que sou jornalista, com diploma e tudo. Um sonho da vida me graduar no que sempre sonhei ser. Escrever, era isso. Era isso que fazia desde pequena e era isso que queria me tornar. Foi então que em 2012 peguei meu canudo – tão esperado – e agora assino como jornalista quando perguntam minha profissão – não sou mais ‘estudante’, ufa. Só isso já seria suficiente, mas…

o Moda Possível se ‘consolidou’ também em 2012. Criado no finzinho de 2011, foi neste ano que ele evoluiu e cresceu, apesar de agora andar paradinho. Espero que aos poucos voltemos ao ritmo de sempre, mas, enquanto isso, vou postando meus highlights da viagem no instagram e lá na página do blog no facebook. É também a realização de um sonho. De poder escrever o que eu gosto, de falar diretamente, sem firulas. E de mostrar o meu lado das coisas, um lado sem tanto glamour mas muito especial também…esse mundo dos brechós, das barganhas, de achar peças baratinhas e ficar toda contente. Consegui várias leitoras super especiais em 2012 que espero manter por muito tempo. Recebi elogios incríveis, uma ou outra crítica e guardo no coração cada palavra querida que vocês escreveram. Enfim, o Moda Possível é uma das coisas mais especiais da minha vida e espero que vocês continuem acompanhando. Obrigada pela paciência, mesmo. 

Foi em 2012 que me senti madura. A gente passa por uns percalços na vida e não sabe bem se é uma criança chorona ou se cresceu o suficiente. Neste ano posso falar que cresci. Não sei se o suficiente, mas com alegrias e uns tombinhos aprendi tanto…sou tão tão tão mais forte do que era há uns cinco ou seis anos atrás. Choro menos mas me emociono com muito mais facilidade. Vejo beleza nas coisas pequenas, coisa que antes era difícil. Mas a coisa mais importante que aprendi nos últimos anos é que devemos nos bastar. Gostar da nossa própria companhia. Saber fazer as coisas sem precisar de ninguém do lado. E isso não quer dizer viver numa ilha, isolado de tudo e todos. Amo minha família, temos um contato mais do que próximo. Amo meus amigos, estar na companhia das pessoas, rir…mas isso não quer dizer que eu não possa fazer outras coisas sozinha. Ao contrário do que parece, isso quer dizer que suas relações são feitas com bases mais maduras, não apenas pelo medo de ficar só. Você, ao mesmo tempo, se torna mais seletivo. E quer dizer que, em alguns momentos, podemos – e devemos – nos virar somente com a nossa própria companhia. Curtir um jantar sozinha. Uma noite de reflexão. Um cinema solo. Eu nunca – nunca mesmo – imaginei nem mesmo ir ao cinema sozinha. Achava o cúmulo da solidão. Mas ficar sozinha em casa é menos solidão que ir ao cinema, comer uma pipoca, dar risada com um filme bacana? Nunca, tampouco, imaginei fazer uma viagem sozinha e ainda mais vir morar sozinha em um país distante. Mas fiz e amei. E indico pra quem quer que for.Depois de viajar praticamente sozinha para a Argentina e, agora, estar há mais de dois meses em Londres tendo vindo sozinha, posso dizer que foram decisões certíssimas. Apesar de parecer mega solitário, é um exercício incrível de autoconhecimento e reflexão.

Uma das coisas que (ainda bem!) não mudaram foram meus amores. Continuei amando sem precedentes aquele conjunto de pessoas que me enchem o coração de alegria: meu (incrível) paizinho Carlos, minha (espetacular) mamita Gisele, minha maravilhosa irmã Mayra e meu amor lindo, André. Ah, sem esquecer da Babynha, minha pequena linda. Vocês são o motivo de tudo e me trazem toda a paz e segurança que eu preciso. Meus lindos, amo vocês.

E, por fim, em 2012 realizei o grande sonho da minha vida. Um sonho antigo, mas que chegou na hora perfeita para que eu pudesse aproveitá-lo ao máximo e crescer (muito!) a partir dele. Estou escrevendo diretamente de Londres e parece mentira viver aqui. A experiência é das mais ricas da minha vida, o crescimento profissional e pessoal é, sem dúvida, uma coisa excepcional e vou levar tudo que está acontecendo aqui pro resto da minha vida. EU ♥ LONDRES! E tô feliz demais aqui!

Para não esquecer e acabar incluindo uma lista de desejos como nos anos passados, em 2012 em vez de pedir venho agradecer. Pelas oportunidades, pelo crescimento, pela saúde e pela generosidade das pessoas que encontro por aí. Obrigada, sempre. 2012 foi um ano memorável e espero que 2013 seja tão especial quanto.

Um beijo enorme para todas vocês! Tenham um Natal maravilhoso, não se esqueçam do mais importante: o amor! Amem seus pais, avós, tios, primos, filhos, seus maridos/namorados, seus irmãos, seus bichinhos de estimação, seus amigos e todos ao seu redor. Tudo de mais lindo que existir. Não se esqueçam nunca de agradecer pelas coisas boas que aconteçam com vocês e sorrir. Sempre.

Naiá

Ps: Há algumas semanas minha irmã me ensinou uma ‘técnica’ bem interessante que consistia em anotar, ao fim de cada dia, três coisas boas que aconteceram. Gente, é o melhor exercício da vida. Porque é ruim aquela mania que a gente tem de fazer balanços negativos sempre, né? Acho muito bom filtrar só o positivo, só o que fez a gente feliz e tentar, mesmo em um dia ruim, achar momentos bacanas. Tentem, eu amo fazer isso todas as noites, antes de dormir. Me dá uma tranquilidade incrível antes de dormir e uma energia boa para o dia seguinte. Obrigada irmã linda pela dica, amo.

Tô tentando…mas tá difícil!

Oi meninas! Pedir desculpas acho que não seria suficiente para explicar meu sumiço absurdo, né? Preciso urgente me explicar e vou tentar…

Londres é uma loucura. Muitas vezes uma loucura boa, mas às vezes é uma coisa que suga toda a sua energia. Vivo correndo o tempo todo, mal tenho tempo de falar com a minha família no skype porque é tudo feito às pressas: corro pro trabalho, almoço correndo, faço compras com uma velocidade digna de Usain Bolt. Alguns dias almoço em admiráveis 3 minutos – incluindo o tempo para lavar a louça. Quando chego em casa – muitas vezes, faço o turno das 13h até as 22h no trabalho e chego em casa 22h30, janto e adivinhem? Só quero dormir para começar o dia seguinte com a mesma correria. A questão é que a loja que trabalho (Bershka) inaugurou na semana passada e acredito que, a partir de agora, as coisas fiquem mais tranquilas por aqui. Ou, pelo menos, eu comece a me adaptar mais com a rotina trabalho – casa – blog. Prometo, tá? Mas não me abandonem! Tenho bastante coisa pra postar e só faltava tempo para acertar tudo na cabeça e sentar no computador pra escrever…

Enquanto isso, os acontecimentos dos últimos 10 dias.Picadilly Circus

Matando a vontade de leite antes de ir pro pub…Passadinha na Carnaby Street…

Detalhe de um dia desses: bolsa e cachecol.

 

A almofada nova da Primark…

 

 

Lanchinho quase saudável…

 

 

Parte do look de trabalho..

O look da inauguração da Bershka no Park House. Look todo Bershka – temos que trabalhar só com roupas da loja – o que não é ruim porque temos uma liberdade absurda para nos vestirmos. Ieba!

Bom meninas, esses dias vou postar os itens que escolhi pra trabalhar na loja! Beijo!

 

 

Primark, sua linda!

Pois é. Fui avisada que iria enlouquecer na Primark e, claro, foi o que aconteceu. Amei de paixão a loja e os preços mas, como ainda não estava trabalhando (comecei sexta-feira) não podia sair gastando todo o meu dinheiro por lá, né? Mas fiz algumas comprinhas das boas que vou mostrar pra vocês…O primeiro tênis: tava querendo há um tempo um tênis preto e achei esse bem fofo por 10 pounds (35 reais). Tô usando muito!

E o segundo tênis que foi um babado só quando postei no facebook e no instagram: onça com spikes…lindo! Também foi 10 libras, que dá uns 35 reais…

Camisa creme por 6 libras (mais ou menos 20 reais). Comprei uma preta também e já usei as duas váárias vezes mas a foto da preta ficou horrível.

E aí, gostaram das compritchas? O preço é incrível, né?

Naiá

10 dias em Londres

Oi meninas. Sumi, eu sei. Mas agora tenho quase certeza que as coisas por aqui ficarão mais tranquilas. Logo no meu segundo dia em Londres achei uma casa incrível bem no lugar que eu queria. Foi tipo um milagre porque aqui, apesar de não ser difícil achar quartos para alugar, o grande problema é que eles geralmente são beeem caros. O que eu achei tinha um preço bem bacana e é super bem localizado então, achadíssimo!

Não contei direito para vocês mas vim para Londres sem nada arranjado. Simplesmente comprei minha passagem de ida a volta.  A maioria das pessoas me acha mega doida quando eu falo mas acho que a vontade de vir pra cá era tanta e há tanto tempo que não pensei duas vezes. Como não tinha tanto dinheiro assim, decidi que não iria por agência nenhuma. Ia na cara e na coragem. Na verdade, não tinha nem feito reserva em albergue nem nada. Cheguei em Londres sem onde ficar. Mas a cidade é incrível e, obviamente, em 1h tinha minha cama no hostel reservada. Sei lá, me deu a louca e imaginei que a cidade oferecesse tantas opções que não iam me faltar oportunidades de me virar por aqui. E foi o que aconteceu. Não sei se a sorte me sorriu ou se quando você quer uma coisa com toda a sua força ela realmente acontece, mas a verdade é que tudo tem dado super certo por aqui. Vim sozinha, sem conhecer ninguém na cidade, sem muuuuito dinheiro e ainda sem lugar pra ficar. E, no final, tudo deu mega certo. Agora quero que vocês conheçam minha casa nova durante a temporada de Londres. Preparem-se porque o post é cheeeeio de fotos!A casinha é beeem fofa e muito delícia. Tem dois andares e moro no segundo, num quarto bem fofo mas que precisa de uma decoraçãozinha:

Esse é o meu quarto. Amei, amei e amei…

E o jardim!

oltinha no centro de Londres no sábado…beleza por todos os lados, delícia!

Além do fish and chips, que provei no meu primeiro dia aqui, decidi comer um prato típico inglês: o english breakfast. Só não sei como alguém consegue comer isso de café da manhã porque eu mesma comi as 17h e fiquei passando mal o resto da noite. Não é ruim mas não é bem aquele tipo de comida leve…hehehe

O que eu comi tinha torradas, ovos, bacon, feijão, um negócio que não reconheci e linguiça. Só! heheheTá difícil me adaptar na hora de me vestir: trouxe pouquíssimas coisas, tem dias que o frio é tanto que dá vontade de ir de cobertor enrolado – e provavelmente não seria suficiente. Mas acho que logo me acostumo e tiro fotos de alguns looks…quem sabe? Esse foi usado pra ir tomar um vinhozinho por aí e estrear o tênis novo de onça e spikes que eu comprei na Primark. Logo logo ele vai aparecer por aqui com detalhes…

Look: Camisa de seda do brechó Lupércio Luppi (Londrina) • Saia Zoomp (antiiiiga) • Bolsa Mercado San Telmo (Buenos Aires) • Cardigan Zara • Tênis Primark (10 libras…uns 35 reais)

Ida ao Golders Hill Park…o dia estava lindo quando chegamos mas em meia hora o tempo virou e…choveu! Hunf…

E no sábado começaram as comemorações para o Halloween, que, pelo visto, irão até a semana que vem. Pra dar um migué, fiz um olho à lá Amy Winehouse e, se me perguntassem, essa seria minha fantasia. #sónotruque

E minha companhia foi a leitora que agora virou amiga, a Amanda. Ela até mandou uns achados de brechó daqui de Londres, lembram? Acabamos nos conhecendo aqui e já demos várias voltinhas pela cidade.

E, por fim, um caramel macchiato tamanho EG! Gente, tinha uns 500 ml nessa caneca, surreal e delicioso 😛

Bom, esse foi um resumo da última semana e do fim de semana. A grande novidade é que consegui um emprego! Vou trabalhar na loja Bershka (mesmo estilo da Zara) e tô mega feliz…logo mais conto como é meu dia a dia no trabalho, começo na quinta.

Vocês gostam desse tipo de post ou ele é desnecessário?

Beijo, Naiá

Notícias de Londres…

Pois é. Cheguei. Já deu tempo de me apaixonar pela cidade, de fazer umas comprinhas, de comer o famoso fish n chips, de torrar em libras (que valem mais do que barras de ouro!) e, claro, de escolher minha lojinha preferida: Poundland. É tipo a loja de R$1,99 no Brasil MASSSSSSSSSS sem coisinhas mequetrefes do Paraguai. São coisas ótimas, desde lanches, passando por maquiagens, shampoos e etc e até fantasia de Halloween por incríveis uma libra (ou um pound, pro nome da loja fazer sentido…). É tipo surtante. Tenho vontade de comprar tudo.

Agora um resumo em fotos dos meus quatro primeiros dias:Ainda no Brasil: foto com os meus lindos, meus pais, minha irmã e meu namorado. Difícil deixar todo mundo aí…entrar naquela sala de embarque foi tenso!

A viagem é bem mais rápida e confortável do que eu pensava…tentei tomar um vinho branco pra acalmar mas êta treco ruim viu? Também consegui assistir Coco antes de Chanel e é muito bacana, recomendo! Adorei a seleção de filmes do avião e, se a viagem durasse umas 40 horas eu ia aproveitar. Já tinha visto uma série no GNT que contava toda a vida dela e gostei muito dos dois filmes, duas abordagens bem diferentes dela…talvez Coco antes de Chanel seja um pouco mais superficial mas, de qualquer forma, é interessante conhecer tudo que ela fez e precisou enfrentar antes de virar um dos maiores ícones da moda…O mapinha da ansiedade e a visão pouco antes de pousar…ansiedade pura!

 

Depois de uma SUPER epopéia pra chegar onde eu queria cheia de malas e de metrô, cheguei em Shepherds Bush, uma região que já amei de cara. Ia ficar nesse albergue-pub que chama St. Christophers Inn mas não tinha mais vaga!Até arranjar outro albergue decidi experimentar um dos ‘pratos típicos’ ingleses…o famoso Fish and Chips. Gostoso mas muito muito gorduroso! heehehe Depois de quase 24h entre a viagem e tudo mais, consegui um albergue! Fiquei em um bem perto, próximo ao Royal Albert Hall e vários museus legais, chamado Astor Hyde Park e minha experiência foi bem bacana! Os quartos eram mistos com seis camas e um banheiro e com certeza ficaria em um hostel novamente!

Olha só o quarto:

 

Dando uma voltinha no meu primeiro dia oficial em Londres. Tudo lindo, estou apaixonada! E já conhecendo os brechós pelas redondezas! Logo mando mais notícias! Beeeijo!

Brechó em São Paulo: Paróquia São Luís Gonzaga

Vocês lembram daquela participação especial da leitora Roberta Barrocas sobre um brechó em plena Avenida Paulista? Sempre procurei algum brechó baratéx na região e decidi conferir logo no dia seguinte e contar para vocês. Realmente, a Roberta mandou uma super dica pro blog e eu amei. 

O brechó em questão acontece mensalmente na Paróquia São Luís Gonzaga, ali na entrada do lado direito, próxima à recepção. Cada mês o bazar ocorre em uma data e são as instituições vinculadas à paróquia as responsáveis por organizá-los. 

O brechó é apoiado pela paróquia e organizado por voluntários das instituições. Quando fui, tinha bastante gente por lá e acredito que o bazar seja bem conhecido. Aconselho a ir no primeiro ou segundo dia para aproveitar as melhores peças. Anota aí: o próximo bazar vai acontecer de 22 a 26 de outubro lá na Paróquia durante o dia. Se você trabalha por ali, vale a pena dar uma escapadinha até lá durante o horário de almoço, hein? 

A Paróquia São Luís Gonzaga fica na Avenida Paulista, número 2378, no cruzamento com a Bela Cintra. Para saber quais os próximos bazares, o telefone para contato da igreja é o (11) 3120-3839.

A única compra de brechó de Buenos Aires

Depois de alguns dias sumida, tô de volta! E, como primeiro post pós viagem, vou mostrar minha única aquisição de brechó em Buenos Aires. Minha ideia era visitar a maior quantidade de brechós que eu pudesse mas, chegando lá, decidi que essa não seria uma boa forma de aproveitar a viagem e só fui em alguns que estavam pelo caminho. Buenos Aires é uma cidade linda, enorme e cheia de pontos interessantes para conhecer…como fiquei só 4 dias, queria conhecer a cidade e não quis focar só nos brechós. Além disso, muitas coisas acabam sendo bem caras nos brechós de Buenos Aires e fica até mais vantajoso comprar nas lojas mesmo. Fui em um dos mais famosos da cidade, o Juan Perez e o preço era absurdo. Várias peças custavam uns 500 pesos (uns 200 reais) e outras mais de mil pesos…impensável. Sendo que nas lojas do centro as peças custavam de 200 a 300 pesos.
O lugar mais bacana para comprar peças usadas, na minha opinião, é nos arredores da feira de San Telmo, que acontece todos os domingos e é simplesmente o lugar mais incrível de Buenos. Música, artesanato, comidinhas e cultura reunidos e tudo com um preço beeem bacana. Nas barraquinhas da feira vendem basicamente coisas novas, artesanato ou peças de decoração antigas, mas no Mercado San Telmo é cheio de stands de usados. Em um deles, achei essa bolsa meio estilo baú que virou, de verdade, minha bolsa preferida da vi-da:

20121001-083332.jpg
Me apaixonei pelo modelo e o preço era bem convidativo para a cidade: 90 pesos (cerca de 35 reais). A maioria das peças de brechó custava essa faixa de preço, entre 60 e 120 pesos e achei linda demais para deixá-la lá. Por dentro ela está meio estragadinha mas por fora, perfeita.
Ela é bem espaçosa e usei bastante na viagem.
A questão polêmica é o material: perguntei para a vendedora (no meu portunhol horrendo) qual era o material e ela simplesmente disse “cuero” (acho muito engraçada essa palavra). Fui embora tranquila mas quando cheguei ao hotel encafifei. De qualquer forma, como era uma bolsa usada fico mais tranquila, porque não compraria uma bolsa nova que não fosse sintética ou de couro bovino.

E aí, qual a opinião de vocês sobre o assunto?
Naiá

Looks da semana – pretinhos básicos e esquecidos

Olhando a pasta em que salvo as fotos, reparei que esqueci de postar alguns looks. São meio sem graça e bem mais básicos que o normal por isso separei como pretinhos básicos. Adoro usar produções quase totalmente em preto quando estou sem inspiração ou estou com pressa para me arrumar. E vocês, possuem alguma saída para esses dias em que dá branco e nada fica bom?

Look pra ir jantar com os meus pais em Paraty. Só achei que faltou um colar ou um cinto mas na hora não achei nada que ficasse bom.

Camisa de seda Brechó Lupércio Luppi Londrina R$1 • Saia Brechó Capricho à Toa SP (dá pra ver melhor aqui!) R$29 • Bolsa Brechó UNIBES (SP) R$9 • Trench coat Brechó Av. Mascote (SP) R$25 • Sapatilha Ballasox.Look pra viajar: Wet legging (esqueci o nome da loja) R$40 • Blusa C&A R$9,90 • Cardigan Zoomp (de 1900 e bolinha!) • Bolsa Brechó da Catedral (Londrina) R$5 • Bota Zara. Esse foi usado durante o feriado para sair com a irmã.

Vestido Brechó da Adriana R$2 • Cinto Renner • Cardigan Zara • Bolsa Brechó Catedral (Londrina) • Bota Zara

E o look da terça-feira para derreter pelas ruas de Paraty. Não era inverno em setembro antes? heheheh Shorts Brechó da Igreja São Francisco (Paraty) R$3 • Camisa Brechó Lupércio Luppi (Londrina) R$1 •Rasteira C&A R$39 (acho!) • Bolsa AC Brazil.

Meninas, estou viajando e não trouxe o computador. Mas vou responder os comentários assim que der, ok? Não me abandonem!

Naiá

Inspirações para a viagem!

Estava cheia de suspense nos últimos dias sobre a viagem. Neste momento, estou indo passar uns dias em Buenos Aires com a minha vó (EBAAAAAAAA! Feliz, feliz!). Sempre sonhei em conhecer a cidade, boatos que lá é o paraíso das apaixonadas por brechós e antiguidades e também que é uma cidade incrível. Portanto, estou indo e prometo voltar cheia de novidades, dicas e também muito mais inspirada. Também pretendo trazer algumas coisas novas na mala e prometo que conto tudo aqui no blog pra vocês quando voltar, na quarta-feira. Não sei se vou conseguir postar de lá mas alguma notícia eu darei.

Antes de ir, salvei algumas fotos na pastinha de inspirações de looks pra usar por lá. Sei que vai estar frio – a previsão é de mínima de 8° e máxima de 17°, portanto, uns looks bem diferentes do calor enlouquecedor que está fazendo em boa parte do Brasil. Que botinha linda. Minha paixão por botas baixinhas ainda não passou e amei esse look básico e fofo. Bem fácil de copiar. Outro look com peças que quase todo mundo tem no armário. Vestidinho preto, jaqueta de couro, bolsa preta e sapato de animal print. Easy going. Outro look básico de botinha baixa. Não tem nenhuma grande inovação mas adorei as cores…amo look assim!

Sabe que nunca dei muita bola pro all star preto de cano médio? Mas depois de um look lindo como o de cima, não consigo parar de pensar. Espero que dê pra usar as pernocas de fora por lá, mas duvido muito.

Perceberam que o preto reinou absoluto? heheheh

Beijo, Naiá

Achados da leitora: Veruska Martins

Mais achados da leitora no arrr! A leitora de hoje já mandou seus achados uma vez lá no comecinho do blog, lembram? Além de linda, a Veruska Martins tem um super bom gosto. E um blog mega fofo! Entrem lá e confiram…eu sou leitora assídua. Pois bem, na primeira vez que ela mandou os achados tinha dito que não sabia de brechós na cidade dela, Mandaguari (PR) e tinha comprado as peças de uma costureira que vende algumas coisinhas. A questão é que ela achou alguns brechós bem bacanas e decidiu compartilhar a dica com a gente. Vamos ver?

Blazer lindo vermelho…amei. A Veruska pagou R$20 nele e ficou certinho, né? Não duvidaria se ela disesse que comprou em uma loja…novinho. 

E o blazer camelo, babem, é Dior! Ficou lindo lindo e também custou R$20. Foi comprado em uma loja que vende itens novos e algumas peças usadas. A loja é essa aqui ó:

Fica na avenida Amazonas, a principal da cidade. A Veruska disse que é bem fácil de achar e com a foto fica ainda mais fácil. 

E tchadã: olhem só que calça mais linda e super atual. Flare bem sutil por apenas R$10. Incrível. Jaqueta jeans fofíssima por R$5. E mais uma calça por R$10. As peças foram compradas no Brechó da Rose, que é enorme e cheio de peças bacanas:O Brechó fica rua de trás da loja Romagnole, no centro de Mandaguari.

Amei amei e amei os looks e as escolhas da Veruska. E vocês, amaram também né? Me contem!

Para quem quiser mandar seus achados ou esclarecer alguma dúvida. o email é o modapossivelblog@gmail.com 

Naiá

Wish list

Já contei aqui que estou em contenção eterna de despesas? Faz um bom tempo que não compro nada e quase enlouquecendo com tanta coisa na minha lista. É, esse negócio de wish list é real e eu até tenho a minha no celular – um tanto extensa, eu diria. É que essa mania de fazer lista, com o tempo, se torna uma paranóia. Você TEM que anotar tudo. Anoto o que preciso fazer no dia, as compras no supermercado, o que preciso levar em uma determinada viagem, lista de ideias para posts, enfim. Vício total. Acho que elas facilitam minha vida e, mesmo que eu não seja lá muito organizada nas outras coisas, acho que ela acaba me ajudando a organizar as ideias já que sou muito esquecida e avoada. E, lógico, tenho uma wish list de desejos. Tudo o que quero comprar vai para uma listinha e, quando vou para o brechó ou shopping já sei basicamente o que procurar. Minha viagem está se aproximando então separei algumas coisas que quero muito pra vocês verem:

Óculos, muitos óculos: estou em uma fase completamente viciada em óculos. Acho que eles fazem toda a diferença no look e, sei lá, depois de tanto tempo só naquele modelo aviador, decidi tentar outros modelos. Mas os preferidos da wish list continuam sendo da marca, acho todos os modelos da Ray Ban incríveis, o preço – mesmo na loja – não é absurdo, até porque não sou muito pão dura em óculos não. Acho que vale a pena pagar por um Ray Ban (que custa em média R$500) do que marcas como a Chilli Beans, por exemplo, que cobram num óculos cerca de R$250. A qualidade é outra e óculos é uma coisa que é pra durar uns 20 anos.

Quero procurar esses modelos em brechós e feiras de antiguidade, lógico. Se não achar, vou comprar um ching ling bem fofo pra passar a vontade. O primeiro da lista é o redondinho, meio marrom, bem estilo John Lennon. Acho fofíssimo mas nunca tinha coragem de usar…mas agora que o modelo popularizou acho que vai ser mais fácil usar sem olharem esquisito, né? Pensamento meio panguá mas é verdade…tem coisas que só temos coragem de usar depois que algumas pessoas passam a usar também. E o segundo é o modelo clubmaster, que também ficou muito popular e acho fofo, bem estilosinho e mais bonito que o ‘primo’ wayfarer.

E sabe um item que tem muito pouco no meu armário? Vestidos. Acho tão legal mas sou meio fresca…nem todos os modelos ficam bem em mim, alguns são ‘girly’ demais e acabo não curtindo. Ou não ficam bem no meu corpo (bastante busto e pouco pops), ou o tecido não valoriza, muitos poréns. Quero um modelo meio claro, tipo off white e um estampado, um floral talvez.

relógio da Casio que está na montagem é um desejo antigo que estou pensando em realizar. Todo mundo compra o dourado mas como só tenho coisa prateada, acho que vou no prata mesmo. O modelo nem é caro – acho que um original custa uns 150 reais por aqui, mas quero ver se acho em feiras de antiguidades ou brechós também.

O casaco preto super quentinho é daqueles clássicos que eu ainda não tenho. Pretendo comprar em brechó também – claro. E o tênis de cano alto preto (sem salto, please) vai ser difícil de achar…mas tenho esperança de encontrar um modelo bem do jeito que eu quero, quase sem detalhes.

O nude perfeito…já tentei vários batons nude e nunca consigo o perfeito para a minha pele. Ou é escuro demais, ou é muito rosado, nunca é aquele que apaga mesmo a boca, sabem? É um dos itens que mais preciso nessa lista, mas pretendo achar algum mais barato que os da MAC pra comprar…

E, por fim, as calças ‘diferentes’. Cansei daquele jeans convencional, azul, acho que todo mundo cansou, né não? Na minha lista estão três tipos: a encerada preta, a colorida (amarela, vermelha ou burgundy, ainda não decidi) e a estampada. Sei que vai ser difícil achar uma estampa que eu goste e ainda um modelo que vista bem mas o negócio é procurar.

É isso…acrescentaria um maxi colar bem bonito aí na lista mas não achei foto do meu modelo dos sonhos.

Agora quero saber, vocês também tem uma lista de desejos? O que tem nela? Me contem.

Naiá

Look do dia: navy de brechó por R$24

Oi meninas! Voltei! Fiquei alguns dias dando um tempo do computador – e, confesso, vestindo a roupa mais confortável do armário – aproveitando o feriado com a família e curtindo minha irmãzinha que veio para Paraty. Não ando muito inspirada para me vestir mas, como fomos almoçar no domingo, coloquei uma roupa mais arrumadinha e decidi fotografar o look meio navy de ontem. Como sempre, um look simples…

 

 

Camisa – Brechó Euromodas (Londrina) R$15
Shorts – Brechó Igreja São Francisco (Paraty) R$3
Cinto Brechó Avenida Mascote (São Paulo) R$6
Bolsa AC Brazil
Sapatilha Ballasox

Espero que gostem!

Naiá

Sorteio

Prometi um sorteio para comemorar os mil ‘likes’ da página do Moda Possível no facebook mas demorei tanto que agora a página já tem mais de 1.400 pessoas! hehehe Mas sorteio nunca é demais, né?

O sorteio de hoje é um oferecimento do Brechó Possível e é bem fácil de participar: é só comentar neste post! Só não pode esquecer de preencher o email correto e depois torcer para ganhar essa bolsa linda de brechó.

O sorteio vai até segunda-feira, dia 17 de setembro e só vale para quem mora no Brasil. A vencedora será anunciada aqui no blog na segunda e tem 2 dias para responder meu email! Só vale um comentário por pessoa hein?

Boa sorte!

Os looks da semana

Segunda-feira é dia dos looks casuais da semana. Confesso que não estava muito inspirada para me vestir esses dias, tive uma mini crise com o meu armário: faltam calças mais coloridas, estampadas, um maxi colar bonito…enfim. Mas tenho que ter foco para viajar! Foco, foco foco…ai ai!

No fim das contas, curti o resultado final das produções. E acabei fazendo uma reflexão: acho interessante nos contentarmos com as peças que temos no armário e não ficar sempre achando que estão faltando mil coisas, que não temos nada para vestir e que torrar nas compras seria a salvação. Não é. E às vezes a dor de cabeça de ter gastado demais supera a felicidade em ter comprado peças novas. Quando temos um armário inteligente (traduzindo: peças clássicas e funcionais + alguns itens que fazem a diferença, como estampas e determinadas ‘tendências’), não é preciso comprar muita coisa, é só lembrar daqueles itens mais antigos e esquecidos no fundo da gaveta. Em tempos de redução de gastos, não podemos deixar de pensar no que realmente é necessário e o que é supérfluo.

Look de quinta: Calça Zara • Blusa Hering (presente) • Casaco C&A • Bolsa Brechó da Adriana (Paraty) • Sapatilha Ballasox

E, durante a minha crise com o armário, desejando uma calça diferente, lembrei que tinha uma burgundy guardadinha! Incrível como, na ânsia por novas compras, nos esquecemos do que temos, né? Hunf!

Blusa Brechó UNIBES (São Paulo) • Calça burgundy Loja Sul Center (Londrina) • Trench Coat Brechó da Av. Mascote (São Paulo) • Sapatilha Ballasox • Bolsa Moss

E o namorado chegou na sexta-feira e revirei o armário para achar alguma coisa legal pra vestir. Não achei. Daí fui no clássico, com o cardigan de onça que só não é usado quando está lavando…o look é quase todo de brechó:

Blusa preta Brechó Augusta (São Paulo) • Cardigan onça loja KSV Fashion (Bom Retiro, São Paulo).• Saia brechó da Irene (Em Bauru, na Avenida Rodrigues Alves, entre Saint Martin e Araújo Leite) • Bota Brechó Madre Leônia (Londrina) • Bolsa (mesma do primeiro look!) Brechó da Adriana (Paraty).

E, por fim, o look do sábado: Saia Zoomp (só dá ela aqui no blog…só uso a bichinha! • Blusa de caveira comprada no Bom Retiro • Cardigan onça do Bom Retiro também (loja KSV Fashion) • Cinto Brechó da Av. Mascote (São Paulo) • Bolsa Brechó Catedral (Londrina) • Bota Brechó Madre Leônia (Londrina).

Tudo bem simples! Gostaram?

Naiá

Bom e barato: batom

Na semana passada, falei pela primeira vez aqui no blog sobre cosméticos e beleza. Achei tão legal a interação das leitoras, indicando produtos legais e baratos que decidi continuar os posts sobre o assunto, embora eu não entenda nada de maquiagem (sou muito pata no assunto e saio quase sempre com o combo blush + delineador gatinho + rimel e só). Depois dos batons escuros virarem moda, no máximo arrisco uma corzinha nos lábios para variar um pouco.

Adoro quando me apaixono pelos cosméticos que custam super pouco (e roupas também!). Apesar de gostar muito dos produtos da MAC, minha consciência pesa em gastar R$70 em um batom quando posso pagar só R$10 em outro parecido. Por isso, só compro MAC em viagens ou quando encomendo com alguém que vai viajar.Em um desejo súbito de usar um batom vermelho ‘matte’ há alguns meses – antes de ganhar o Ruby Woo da Mayra, minha irmã linda – li algumas resenhas em alguns blogs sobre um bom substituto, a cor 330 da linha Intense Mate do Boticário. Custava R$13,90, comprei e amei! Olha só como ele fica nos lábios:Logo depois, quando todo mundo começou a usar cores mais escuras como o vinho, procurei um substituto baratéx e também vi na internet que existia uma linha matte da Vult bem interessante. O preço era ótimo (R$9) e comprei sem pensar duas vezes. Usei recentemente, no dia do meu aniversário e, apesar de ser uma cor um pouco mais difícil que o vermelho matte, fica bem legal pra variar um pouquinho. A foto está horrível mas até dá pra ter uma ideia de como fica:A cor é a 10 da linha Vult Matte, mas, apesar do nome, não é tão seco quanto os batons matte da MAC. Uma ótima alternativa é aquela técnica de passar uma camada de batom + uma camada de pó compacto + uma outra camada de batom e ele fica bem sequinho. Funciona bem com os batons cremosos, vale a pena testar para usar aquele batom que anda encostado.

Agora quero saber quais batons baratinhos são as apostas de vocês, me contem!

Beijo, Naiá

Muito obrigada!

Quando o aniversário vai chegando a gente fica tão sentimental, né? E, no meio de tantas reflexões por mais um ano da nossa vida que está começando (ou chegando ao fim, dependendo do ponto de vista), estou aqui para agradecer. O ano de 2012 acredito que tenha sido o ano mais importante da minha vida. Ano de finalmente me tornar jornalista, deixar Londrina, decidir o meu futuro e, claro, o primeiro ano que passei fazendo uma coisa que me faz muito feliz, o blog. Então, o dia é de dizer muito obrigada.

Agradecer todas as pessoas que passam por aqui diariamente. As que passam correndo e não podem comentar. As que só dão uma olhadinha para saber as novidades. Aos leitores nem tão constantes, mas que vez ou outra se lembram do MP. Aquelas que acompanham o blog, comentam, que dão sua opinião, participam. Pessoas que, mesmo por um instante, conseguem enxergar a minha visão da vida, das coisas e, claro, da moda. Pessoas que apesar de não me conhecerem pessoalmente (a grande maioria), talvez até me conheçam muito melhor do que alguns dos meus amigos. Sem vocês, leitores e leitoras, o blog não seria NADA. Nada mesmo, porque, convenhamos, ninguém escreve para não ser lido. E ter vocês por aqui é maravilhoso. Então hoje, véspera do dia em que completo 24 anos, ter vocês por aqui é um presente dos mais especiais. Obrigada pela companhia. 

Beijo ♥

Naiá

Looks da semana

Antes eu andava meio relutante em postar os ‘looks da semana’ por eles serem muito básicos e casuais. Mas, depois da resposta que tive na semana passada dizendo que vocês adoram as produções mais “vida real”, fiquei super feliz e ainda mais empolgada para postá-las. Essa semana eu estava toda trabalhada na estampa de onça…postei aquele look na quinta-feira de cardigan de oncinha e ainda usei onça em quase todos os looks dessa semana. O pior: só fui perceber isso agora, quando fui postar as fotos…ai ai!

Foto horrível no espelho da C&A. Esse look foi usado em São Paulo há uns 10 dias mas tinha esquecido de postar…olha a onça aí no slipper…

Saia Zoomp • Blusa preta Brechó Euromodas (Londrina) • Bolsa Moss • Cardigan Zara • Colar C&A •  Batom da linha intense matte do Boticário (cor 330)O look da terça quase todo da Renner! Shorts Renner •  Cinto Renner • Blusa Renner • Bolsa Brechó Catedral (Londrina) • Sapatilha BallasoxEsse foi um look bem básico que usei na quarta-feira e adorei…olha aí a onça mais uma vez! Blusa Marisa • Saia Brechó Lupércio Luppi (Londrina) • Bolsa Brechó Catedral (Londrina) • Sapatilha BallasoxCalça Zara • Blusa de brechó roubada da irmã • Bolsa brechó Catedral (Londrina) • Sapatilha Ballasox.

Espero que gostem!

Beijos, Naiá

Ps: Para quem tem instagram, o meu é o @naiaaiello. 

Meus essenciais de beleza

Hoje a dica não tem nada a ver com moda e nem com brechós. Apesar de o blog se chamar Moda Possível, acho interessante conversarmos sobre o universo feminino em geral, principalmente de produtos mais acessíveis, sejam eles de moda ou de beleza. Uso há algum tempo quatro produtos super baratos e funcionais que decidi dividir com vocês meus preferidos. Muita gente já conhece e usa esses produtos no dia a dia, mas talvez tenha alguém que não conheça e possa aproveitar a dica:

1. Lápis 6B para corrigir sobrancelhas: é um dos primeiros itens que coloco na minha necessaire de viagem. O aspecto fica super natural, é prático e o lápis dura uma eternidade – uso o meu há uns dois anos e ele acho que vai durar mais uns trinta. Custou cerca de um real.

2. Creme de tratamento noturno. Levanta a mão quem não tem a menor paciência para fazer hidratação toda semana? Por isso adoro aquelas ampolas de tratamento que levam só alguns minutos para fazer efeito, acho mega prático. O tratamento noturno também é super prático porque age enquanto dormimos e, depois de lavar o cabelo pela manhã sinto uma diferença incrível, muito mais macio. Parece que cortei as pontas do cabelo de tão hidratadas que elas ficam. Sempre passo da metade do cabelo para baixo, focando nas pontas, só que preciso passar quase 10 vezes a quantidade especificada na embalagem. Atualmente estou usando esse da Elsève, mas já testei outras marcas e o efeito é o mesmo. Custa uns R$11.

3. Gel creme hidratante facial da Avon. Sou super chata com cremes de rosto, se fica aquele aspecto oleoso e melado não uso de jeito nenhum. Na embalagem eles utilizam duas palavras que me atraem em produtos para o rosto: ‘oil free’ e ‘fresh’. Usei um dia na casa da minha irmã e adorei a textura, seca rápido e rende muito. O melhor de tudo é o preço, custou R$10.

4. Shampoo Johnson’s amarelo: para lavar o rosto e tirar a maquiagem. Vi essa dica no blog Dia de Beauté há uns dois anos e, desde então, nunca mais parei de usar. Não arde os olhos, tira o rímel (só não tira completamente os à prova d’água) e é bem baratéx, cerca de R$8.

E vocês, possuem algum segredo de beleza super em conta? Quero saber!

Naiá

Novo no meu armário: trench coat e camisa listrada

Oi meninas! Minha viagem para São Paulo não rendeu muuitas compras porque eu estou em uma super contenção de despesas, então qualquer comprinha está sendo muito bem pensada, até as de brechó.  #duranga

Mas como ninguém é de ferro comprei dois itens bem legais e trouxe aqui para vocês verem:Camisa (que, na verdade é uma maxi camisa, já que fica beem grandona, mas eu adoro!). Custou R$10 em uma das barraquinhas ao redor da feira do Bixiga, aos domingos em São Paulo.Trench coat lindo que comprei no Brechó da Av. Mascote (já falei desse brechó no blog!) por R$25. É mais comprido do que eu gostaria mas vou encurtá-lo e mostro no blog!

E aí, curtiram? Beijo! Naiá

Brechó Possível em promoção

E queremos convidar todo mundo a conferir a promoção do Brechó Possível. O desconto é progressivo: na compra de uma peça, você ganha 10% de desconto; na compra de duas peças, o desconto é de 20% e, na compra de três peças, você ganha 30% de desconto. Não é o máximo?

Acabamos de colocar muita coisa bacana: bolsas, cintos, bijuterias, roupas e outros acessórios garimpados exclusivamente para o Brechó Possível. A promoção é válida até o dia 30 de agosto.

Vejo vocês por lá.